Controle 

Elon Musk expõe o controle da oligarquia do petróleo sobre os principais veículos de mídia

O empresário bilionário Elon Musk, fundador da Tesla, Space-X e Paypal, publicou recentemente uma série de Tweets apontando como as organizações de mídia têm um incentivo óbvio para dar publicidade negativa a carros elétricos e energia alternativa em geral.

Musk foi implacável em relação à grande mídia em seu discurso épico no Twitter, chamando-os de hipócritas e dizendo que o público não confia mais neles. E se tudo o que foi lhe ensinado fosse uma mentira?

Ele disse que não anuncia para a Tesla, sua empresa de carros elétricos, o que significa que ele não contribui com dinheiro para a mídia, que depende de verbas publicitárias para permanecer no negócio.

Por outro lado, as empresas tradicionais da indústria automobilística e de combustíveis fósseis estão entre as maiores anunciantes do mundo, o que significa que elas são uma das principais indústrias que mantêm a grande mídia nos negócios.

Quando chega a hora de cobrir uma história que envolva essas indústrias, jornalistas e organizações de mídia têm um viés óbvio e conflito de interesses que influenciarão sua cobertura da história, mesmo que não recebam ordens explícitas para criar propaganda.

A hipocrisia mais santa do que as grandes empresas de mídia que reivindicam a verdade, mas publicam apenas o suficiente para adoçar a mentira, é por isso que o público não mais as respeita. O problema é que os jornalistas estão sob constante pressão para obter cliques máximos e ganhar dinheiro com publicidade ou serem demitidos. Situação complicada, como a Tesla não anuncia, mas as empresas de combustíveis fósseis e as empresas de carros a gás/diesel estão entre os maiores anunciantes do mundo “, disse Musk.

Um dos segredos obscuros da indústria da publicidade é o fato de que os comerciais nem sempre têm a intenção de vender alguma coisa, mas às vezes são um suborno disfarçado, que as corporações usam para controlar a narrativa sobre as fontes de notícias patrocinadas.

Um exemplo óbvio disso é como os fornecedores de armas militares como a Boeing ou a Lockheed Martin anunciarão nas principais redes, apesar do fato de seus produtos não estarem disponíveis para venda para as pessoas que assistem aos anúncios.

Não é coincidência que as histórias internacionais sejam cobertas com uma abordagem pró-guerra em todas as grandes plataformas de mídia, quando os negociantes de armas estão anunciando em cada uma delas, na verdade, essa é a razão pela qual elas anunciam. 5G e IoT: O controle tecnológico total está sendo acelerado

O mesmo vale para anúncios de recrutamento para os militares, que servem ao duplo propósito de recrutar e também controlar a narrativa do meio de comunicação, tornando-se seu patrocinador.

Em seguida, Musk anunciou que estava planejando criar seu próprio site de classificação de mídia que avaliasse a credibilidade dos jornalistas através de análises de crowdsourcing dos leitores. Ele também colocou uma enquete perguntando a seus seguidores se seria uma boa ideia, ou deu a opção sarcástica de “não, a mídia é incrível”.

Musk sugeriu que ele chamaria seu site “Pravda” e, embora parecesse que esses pensamentos estavam saindo do topo da cabeça, um seguidor do Twitter apontou que um dos agentes de Musk “incorporou a Pravda Corp na Califórnia” em outubro de 2017. O controle da Matrix evolui rapidamente, veja 5 sinais

Ao contrário dos sites centralizados de checagem de fatos como Snopes ou Politifact, que têm um viés óbvio, um site que permitia ao público decidir em quem eles confiavam poderia ser uma maneira interessante de avaliar os jornalistas.

É claro que qualquer tipo de sistema de classificação depende das opiniões das massas, que às vezes podem estar erradas, e são quase sempre controversas.

No entanto, este parece ser o melhor modelo que foi proposto até agora, e não parece favorecer a grande mídia como outros “verificadores de fatos” populares.

Por TheFreeThoughtProject.com

Publicações relacionadas

One Thought to “Elon Musk expõe o controle da oligarquia do petróleo sobre os principais veículos de mídia”

  1. […] Desde 2012, a Rússia é o segundo maior produtor de petróleo do mundo, produzindo uma média de 9.900.000 barris de petróleo bruto por dia. A Arábia Saudita conquistou a primeira posição com 10.900.000 barris por dia, no entanto, estima-se que os EUA superarão tanto a Rússia quanto a Arábia Saudita até 2020 para se tornar o maior produtor de petróleo do mundo (os EUA estão atualmente na terceira posição). Elon Musk expõe o controle da oligarquia do petróleo sobre os principais veículos de mídia. […]

Obrigado por ler, deixe seus comentários e não esqueça de compartilhar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Translate »
%d blogueiros gostam disto: