Ciência 

Buracos Negros de fora da nossa galáxia funcionam diferente

Em resumo: Físicos analisaram dados obtidos pela LIGO, observando as ondas gravitacionais das fusões de buracos negros no início deste ano e chegaram a dois modelos possíveis que descrevem a origem e o comportamento dos buracos negros além da nossa galáxia. Um olhar no nascimento do buraco negro Os físicos recentemente reduziram a história da origem dos buracos negros além de nossa galáxia em duas possibilidades, de acordo com um estudo publicado na Nature. A análise baseou-se em dados coletados após as fusões de buracos negros intra-galácticos históricos detectadas no…

Leia mais...
Ciência 

A dança da morte de uma estrela de nêutrons

Na manhã do dia 17 de agosto, ondas gravitacionais chegaram à Terra, tropeçando em detectores ultra-sensíveis esperando exatamente esse tipo de evento. Primeiro, o Observatório de Ondas Gravitacionais de Interferômetro de Laser (LIGO), com sede nos EUA, capturou um forte sinal de ondas gravitacionais do espaço. Ao mesmo tempo, o Monitor de Raio Gamma no telescópio espacial Fermi da NASA registrou uma explosão de raios gama. Um terceiro detector, o Virgo, situado perto de Pisa, na Itália, forneceu indícios da localização do evento cósmico. Um alerta foi enviado a colaboradores…

Leia mais...
Os segredos sobre o passado distante da Terra Curiosidades 

Os segredos sobre o passado distante da Terra em um continente

Em resumo: Pesquisadores passaram dois meses coletando amostras de uma massa subterrânea conhecida como Zealandia. Como resultado, poderíamos obter uma nova visão de tudo, desde formas de vida antigas até mudanças climáticas. Sob o mar Há dezenas de milhões de anos, uma massa terrestre que está sendo referida como Zealandia foi submersa em grande parte sob o Oceano Pacífico. Uma equipe de cientistas estabeleceu uma expedição subaquática usando uma embarcação de pesquisa avançada, e os resultados podem dar uma nova visão da pré-história da Terra. Mais de trinta cientistas de…

Leia mais...
raios cósmicos misteriosos Ciência 

Os raios cósmicos misteriosos e sua verdadeira origem

Os raios cósmicos mais energéticos que atingiram a Terra finalmente tiveram seu ponto de origem detectado. E não é de dentro da Via Láctea. O mistério de onde esses raios estão chegando confunde cientistas há 50 anos, mas agora um novo estudo é apresentado como a primeira evidência sólida de que as partículas subatômicas que bombardeiam a Terra são de origem extragaláctica, apoiando uma crença de longa data. A colaboração no Observatório Pierre Auger, o maior detector de raios cósmicos já construídos, envolveu mais de 400 cientistas de 18 países….

Leia mais...
Sobrevoo de asteroide Ciência Tecnologia 

Sobrevoo de asteroide vai testar as habilidades de defesa da NASA

Pela primeira vez, a NASA usará um asteroide real para uma campanha de observação a fim de testar sua rede de observatórios e cientistas que trabalham em defesa planetária. O asteroide, chamado 2012 TC4, fará um sobrevoo próximo em 12 de outubro de 2017, mas não se preocupe. Não representa uma ameaça para a Terra. A NASA realizou tais exercícios de preparação ensaiando vários aspectos do impacto de asteroides, como deflexão, evacuação e alívio de desastres, com outras entidades no passado. Detecção e mineração de asteroides. Tradicionalmente, no entanto, esses exercícios…

Leia mais...
Ciência Sociedade 

As primeiras evidências de vida na Terra em 4 lugares

Como é difícil encontrar rochas com mais de 3,6 bilhões de anos. Para os cientistas que procuram por evidências da vida mais antiga na Terra, há apenas quatro lugares em todo o planeta para buscar. Somente no Québec, Labrador, Groenlândia e Antártica Oriental é possível encontrar rochas sedimentares que remontam à Era Arqueana, época em que a vida neste planeta acabava de começar há mais de 3,6 bilhões de anos. Nesses poucos afloramentos, os cientistas procuram microfósseis deixados por antigos micróbios. Em um recente artigo da Nature, uma equipe de…

Leia mais...
Curiosidades 

Os 25 avistamentos mais estranhos no Google Earth

A Terra, Estilo Google O Google Earth compila imagens de várias fontes, desde satélites em órbita geo-síncrona que capturam fotos de baixa resolução de dezenas de milhares de quilômetros acima da Terra, até satélites mais próximos da Terra que capturam fotos de alta resolução e até fotos aéreas de aviões, pipas, e até mesmo balões. As imagens estão disponíveis para quem baixar o software, e os arqueólogos aproveitaram o rico recurso. Desde um cemitério de aviões militares, um padrão de bolinhas criado por formigas, a misteriosas estruturas gravadas no deserto de…

Leia mais...
Ciência Extraterrestre 

Hipótese do jardim zoológico: os alienígenas estão evitando a Terra?

Em 1950, o físico Enrico Fermi fez uma pergunta muito importante durante o almoço no Laboratório Nacional de Los Alamos. Com base no número de galáxias que sabemos que existem, quantas estrelas estão dentro dessas galáxias e quantos planetas orbitam potencialmente aquelas estrelas, provavelmente isso atesta que deveria haver vida alienígena. Então, onde estão todos? Esta questão, conhecida como o Paradoxo Fermi, levantou um monte de sobrancelhas, porque é um pensamento lógico quando se considera o quão vasto nosso Universo é. Embora haja muitas hipóteses diferentes por aí que tentam…

Leia mais...
Ciência Curiosidades 

Como nossa galáxia ganhou o nome de Via Láctea?

Se você olhar para cima em uma noite clara das regiões mais escuras da Terra, você provavelmente vislumbrará uma faixa larga de estrelas, encoberta por nuvens de poeira e gás, arqueando através do céu. O que você está vendo é uma porção da Via Láctea, nossa galáxia doméstica, que mede 100.000 anos-luz de diâmetro. (Um ano-luz é a distância que a luz viaja em um ano – quase 6 trilhões de milhas, ou 9,5 trilhões de quilômetros.) Seu núcleo hospeda um buraco negro supermassivo, um campo gravitacional gigantesco tão forte…

Leia mais...
Ciência Curiosidades 

Novo sistema de alerta da NASA detectou um asteroide

O novo sistema de monitoramento do espaço da NASA detectou um grande asteroide vindo na direção da Terra, que está programado para passar pertinho de nós, em segurança, nas próximas horas. O asteroide, foi detectado pela primeira vez na semana passada, estima-se que passará a uma distância confortável de cerca de 498.000 km (310.000 milhas), cerca de 1,3 vezes mais longe do que a nossa Lua. Mas graças ao novo software da NASA, tivemos dias em vez de horas para avaliar e nos preparar para o risco. A rocha, nomeada…

Leia mais...
%d blogueiros gostam disto: