Conhecimento 

O silêncio é muito mais importante para nossos cérebros

Se você mora em uma cidade urbana, você saberia dizer que é difícil de encontrar o silêncio. A agitação da vida na cidade é prejudicial não apenas ao nosso eu físico, mas também aos nossos cérebros. Como o Silêncio Ajuda? Estudos sugerem agora que o silêncio pode ter mais efeitos benéficos do que se pensava anteriormente. Mais som aumenta os níveis de hormônios do estresse, mesmo que a pessoa esteja dormindo; como ondas sonoras atingem o cérebro. Diz-se que, se você vive em ambientes ruidosos, há uma probabilidade de níveis…

Leia mais...
Alzheimer não destrói memórias Ciência 

Alzheimer não destrói memórias, mas bloqueia

Novas evidências sugerem isso! Em resumo: A chave para lembrar memórias do vazio da doença de Alzheimer pode ser o uso de lasers para ativar certos neurônios no cérebro. Se esta pesquisa realizada em camundongos pudesse ser aplicada aos seres humanos, isso poderia ajudar os milhões que sofrem com a doença. Iluminando o caminho a frente Cientistas da Universidade de Columbia descobriram durante um estudo publicado na revista Hipocampo que as lembranças de camundongos com doença de Alzheimer podem ser recuperadas de forma optogenética, o que significa uso de luzes. Isso…

Leia mais...
Ciência 

A nova e surpreendente forma de comunicação dos neurônios

Os pesquisadores descobriram um novo mecanismo que controla a maneira como as células nervosas do nosso cérebro se comunicam entre si para regular a aprendizagem e a memória de longo prazo. O fato de um novo mecanismo cerebral ter sido escondido à vista é um lembrete de quanto ainda temos que aprender sobre como o cérebro humano funciona e como ele fica mal em doenças neurodegenerativas como a doença de Alzheimer e epilepsia. “Essas descobertas representam um avanço significativo e terão implicações de longo alcance para a compreensão da memória,…

Leia mais...
Tecnologia 

Chip de computador feito com células vivas do cérebro

A alguns anos atrás, pesquisadores da Alemanha e do Japão foram capazes de simular um por cento da atividade do cérebro humano por um único segundo. Para que isso acontecesse, foi necessário a utilização do poder de processamento de um dos supercomputadores mais poderosos do mundo.Mas, o cérebro humano é, de longe, o mais poderoso computador eficiente já criado. Então, e se pudéssemos aproveitar o poder do cérebro humano usando células cerebrais reais para alimentar a próxima geração de computadores? Tão louco que pareça a ideia, isso é exatamente o…

Leia mais...
Tecnologia 

Como restaurar habilidades perdidas com neurotecnologia

Já mencionamos aqui no blog as previsões do futurista Ray Kurzweil, uma delas é a de que em 2030, nano-robôs conectarão nossos cérebros na nuvem, fundindo biologia com o mundo digital.

Leia mais...
%d blogueiros gostam disto: