Ciência 

A dança da morte de uma estrela de nêutrons

Na manhã do dia 17 de agosto, ondas gravitacionais chegaram à Terra, tropeçando em detectores ultra-sensíveis esperando exatamente esse tipo de evento. Primeiro, o Observatório de Ondas Gravitacionais de Interferômetro de Laser (LIGO), com sede nos EUA, capturou um forte sinal de ondas gravitacionais do espaço. Ao mesmo tempo, o Monitor de Raio Gamma no telescópio espacial Fermi da NASA registrou uma explosão de raios gama. Um terceiro detector, o Virgo, situado perto de Pisa, na Itália, forneceu indícios da localização do evento cósmico. Um alerta foi enviado a colaboradores…

Leia mais...
Extraterrestre 

Descoberto novos locais com água em Marte

Em resumo: Astrônomos reavaliaram dados da nave espacial Odyssey da NASA e encontraram evidências de água de uma região no equador marciano. Embora a descoberta seja surpreendente, definitivamente é bem-vinda. Água em Marte pode ajudar futuras missões de exploração. Uma descoberta surpreendente Sabe-se há muito tempo que Marte tinha grandes corpos de água há alguns milhões de anos. Os traços desses lagos e oceanos marcianos antigos foram encontrados nos últimos anos, graças a informações fornecidas por sondas e veículos terrestres, como o rover Curiosity da NASA e a nave espacial…

Leia mais...
Ciência 

A formação de novas estrelas na nossa galáxia

É uma vista panorâmica, de um complexo de nuvens moleculares repletas de poeira estelar, tufos de matéria e uma grande turbulência. É um vislumbre de uma região da Via Láctea, onde novas estrelas estão nascendo. É mágico. A Agência Espacial Européia (ESA) celebrou o legado de seu maravilhoso Observatório Espacial Herschel, e não podemos deixar de olhar para um dos #HerschelMoments que eles compartilharam recentemente. More amazing images from @ESAHerschel. Galaxies teeming with starbirth, stellar nurseries, … #herschelmoments https://t.co/RpuvszLyVG — ESA Herschel (@ESAHerschel) September 23, 2017 O complexo de nuvens…

Leia mais...
Ciência 

Estranho asteroide híbrido detectado em nosso sistema solar

Como nada, já visto antes. O telescópio espacial Hubble viu muitas coisas estranhas difíceis de serem definidas. Aqui está mais um para a lista, um asteroide binário que também é uma cometa. Os astrônomos encontraram um par deles, de fato, girando um ao outro no cinturão de asteroides, deixando um fluxo de poeira em seu rastro. Não só é um exemplo bonito de como a natureza não dá a mínima sobre nossas categorias, levanta algumas perguntas interessantes sobre quantos desses híbridos podem estar lá fora. O próprio objeto binário foi…

Leia mais...
Sociedade Tecnologia 

Milhares de satélites vão rastrear o movimento humano do espaço

Imagens de satélite de “High Revisit”(Alta revisão) Atualmente, os satélites nos fornecem uma escolha: imagens freqüentes em imagens de baixa resolução ou de alta resolução duas vezes por dia ao máximo. Agora, empresas como a DigitalGlobe, que atualmente possui satélites com câmeras que podem ler um livro em uma mesa de café, estão trabalhando para mudar isso. Ela está construindo a “WorldView Legion”, uma nova cadeia de satélites que preencherá lacunas em sua cobertura até 2021, permitindo-lhes imagens de regiões do planeta a cada 20 minutos. Isso é chamado de…

Leia mais...
Sobrevoo de asteroide Ciência Tecnologia 

Sobrevoo de asteroide vai testar as habilidades de defesa da NASA

Pela primeira vez, a NASA usará um asteroide real para uma campanha de observação a fim de testar sua rede de observatórios e cientistas que trabalham em defesa planetária. O asteroide, chamado 2012 TC4, fará um sobrevoo próximo em 12 de outubro de 2017, mas não se preocupe. Não representa uma ameaça para a Terra. A NASA realizou tais exercícios de preparação ensaiando vários aspectos do impacto de asteroides, como deflexão, evacuação e alívio de desastres, com outras entidades no passado. Detecção e mineração de asteroides. Tradicionalmente, no entanto, esses exercícios…

Leia mais...
Sociedade 

Terra ingovernável no futuro ocasionado pelas mudanças climáticas

Em resumo: O efeito mais perigoso das mudanças climáticas será um aumento contínuo no nível do mar. O ex-chefe de clima da NASA, James Hansen, acredita nisso, e que não apenas aumentará as temperaturas. Muitas pessoas vivem em cidades costeiras, e as migrações para o interior poderia deixar o mundo em um caos ingovernável. Um mundo de água Apenas se fixar nos efeitos negativos das mudanças climáticas ao invés de se concentrar para combatê-los não ajudará nosso planeta. No entanto, as previsões sobre mudanças climáticas são a razão pela qual esses…

Leia mais...
Faculdade de arquitetura marciana a casa de gelo Ciência Curiosidades 

A primeira faculdade de arquitetura marciana

Em resumo: Estudantes formados em arquitetura da Universidade de Calgary fizeram o design de habitats para exploradores de Marte em um curso. O design deles faz parte de um projeto crescente no desafio de azer Marte habitável para os humanos. Arquitetura de ponta Desenhar edifícios perfeitos é sempre um desafio, requer uma maestria na fusão de uma sensibilidade estética e uma otimização técnica. Porém desenhar construções perfeitas para uma colônia em Marte? É uma tarefa realmente desafiadora.A corrida espacial para a lua e Marte Para cientistas e arquitetos, a tarefa de…

Leia mais...
A maior concentração de boro medida em Marte, no final de 2016, está nesta veia mineral, chamada "Catabola", que o rover Curiosity da NASA examinou com seu instrumento ChemCam, em 25 de agosto de 2016. Vida em Marte Extraterrestre 

Vida em Marte? Centenas de milhões de anos atrás

Algumas partes de Marte eram capazes de suportar a vida como a conhecemos a muto tempo no passado antigo, talvez centenas de milhões de anos atrás, sugerem as novas observações do rover Curiosity da NASA em Marte. Desde que desembarcou na cratera Gale no Planeta Vermelho em agosto de 2012, a Curiosity estudou uma série de diferentes rochas em uma faixa de elevação de cerca de 200 metros, o que representa um intervalo de tempo de dezenas de milhões a centenas de milhões de anos. As análises do rover indica que…

Leia mais...
Ciência 

A NASA pode ter descoberto um dos mistérios mais antigos do Sol

Porque a atmosfera é mais quente do que a superfície. Imagens retratadas de um observatório espacial da NASA estão ajudando a resolver um mistério que deixa perplexo cientistas desde a década de 1940: por que a atmosfera exterior do Sol, a sua coroa, é mais quente do que a superfície visível. E não estamos falando de uma pequena discrepância de temperatura. Na superfície visível do Sol, você pode esperar uma temperatura de cerca de 5.500 graus Celsius (ou 9.932 graus Fahrenheit), mas para cima na coroa, a temperatura é de cerca…

Leia mais...
%d blogueiros gostam disto: