Ciência 

A formação de novas estrelas na nossa galáxia

É uma vista panorâmica, de um complexo de nuvens moleculares repletas de poeira estelar, tufos de matéria e uma grande turbulência. É um vislumbre de uma região da Via Láctea, onde novas estrelas estão nascendo. É mágico. A Agência Espacial Européia (ESA) celebrou o legado de seu maravilhoso Observatório Espacial Herschel, e não podemos deixar de olhar para um dos #HerschelMoments que eles compartilharam recentemente. More amazing images from @ESAHerschel. Galaxies teeming with starbirth, stellar nurseries, … #herschelmoments https://t.co/RpuvszLyVG — ESA Herschel (@ESAHerschel) September 23, 2017 O complexo de nuvens…

Leia mais...
Ciência 

Astrônomos descobriram um objeto inesperado orbitando nossa galáxia

Os cientistas descobriram uma galáxia anã escondida orbitando a nossa Via Láctea, e isso poderia mudar nossa compreensão de como a matéria escura mantém as galáxias juntas. A razão pela qual esta galáxia permaneceu escondida é que é incrivelmente fraca, na verdade, é a galáxia satélite mais encontrada até agora. E a descoberta sugere que pode haver muito mais dessas galáxias escuras escondidas no espaço profundo. Descobrir mais sobre as galáxias satélite da nossa galáxia pode ser a chave para finalmente entendermos como as galáxias se formam, e o papel…

Leia mais...
Ciência 

Veja um mapa virtual da Via Láctea feito pela Nave Espacial Gaia

O observatório espacial europeu Gaia está trabalhando duro mapeando nossa galáxia a Via Láctea com detalhes sem precedentes. Exemplo disso: este mapa virtual da Via Láctea revelado pelos cientistas da missão Gaia na Agência Espacial Europeia. A ESA lançou a nave espacial Gaia em 2013 para fazer o mapa 3D mais preciso das estrelas na Via Láctea, bem como um mapa das estrelas dos seus vizinhos, as Grandes e Pequenas Nuvens de Magalhães. No início deste ano, cientistas da ESA revelaram o primeiro mapa de Gaia das primeiras bilhões de…

Leia mais...
Ciência Curiosidades 

Como nossa galáxia ganhou o nome de Via Láctea?

Se você olhar para cima em uma noite clara das regiões mais escuras da Terra, você provavelmente vislumbrará uma faixa larga de estrelas, encoberta por nuvens de poeira e gás, arqueando através do céu. O que você está vendo é uma porção da Via Láctea, nossa galáxia doméstica, que mede 100.000 anos-luz de diâmetro. (Um ano-luz é a distância que a luz viaja em um ano – quase 6 trilhões de milhas, ou 9,5 trilhões de quilômetros.) Seu núcleo hospeda um buraco negro supermassivo, um campo gravitacional gigantesco tão forte…

Leia mais...
Ciência Extraterrestre 

Ou as estrelas estão estranhas, ou 234 alienígenas estão tentando nos contactar

Quase todos nós queremos que os alienígenas sejam reais. Sejam eles os Greens, pinks, browns, Greys. Ou talvez os Vulcans, Klingons, até mesmo um ser de pura energia. Qualquer tipo serve. É por isso que sempre que um sinal misterioso ou flutuação de energia chega de algum lugar do cosmos e acerta um dos nossos muitos telescópios, manchetes inundam toda a mídia: “Será que finalmente detectamos um sinal Alien?” ou “Astrônomos descobriram uma Megaestrutura Alienígena”. Mas as pessoas com espírito cientifico sabe que estamos, provavelmente, ficando à frente de nós mesmos. O ceticismo ainda…

Leia mais...
Ciência 

Escala de Kardashev: Como será quando controlarmos a energia de uma estrela?

De acordo com a escala de Kardashev, uma civilização de Tipo II é uma sociedade que tem conseguido aproveitar (e controlar) a energia de uma estrela. Veja o que isso significa. Uma Cultura Estelar Para medir o nível de avanço de uma civilização, a escala Kardashev incide sobre a quantidade de energia que uma civilização é capaz de aproveitar. Obviamente, a quantidade de energia disponível para uma civilização está ligada ao grau de disseminação que a civilização está (você não pode aproveitar o poder de uma estrela se você está confinada…

Leia mais...
Ciência 

O Sol destruirá a Terra mais cedo do que você imagina

Tudo tem seu fim. Existem muitas maneiras que a Terra poderia morrer. Ela poderia colidir com outro planeta, ser engolida por um buraco negro, ou ser agredida até a morte por asteroides. Não há realmente nenhuma maneira de saber qual cenário apocalíptico será a causa da morte de nosso planeta. Mas uma coisa é certa, mesmo que a Terra passa o resto de suas eras escapando de ataques alienígenas, esquivando-se de rochas espaciais, e evitando um apocalipse nuclear, chegará um dia em que nosso próprio Sol acabará nos destruindo. Este processo não…

Leia mais...
Ciência 

Novo tipo de buraco negro vislumbrado no início do universo

EM RESUMO… Sinais estranhos vindos da galáxia CR7 foram observados no ano passado e poderiam provar uma teoria afirmando que o calor do início do universo deu origem a estrelas gigantes que consomem todo o gás e poeira em torno delas, levando-as a uma morte prematura e deixando um buraco negro “semente”. Morte pela superalimentação Em 2003, Avi Loeb, presidente do departamento de astronomia da Universidade de Harvard e Volker Bromm da Universidade do Texas em Austin (UT Austin) teorizou a existência de buracos negros que resultam de um processo…

Leia mais...
Curiosidades 

Cientistas gravaram uma estranha "música" de estrelas com 13 bilhões de anos de idade

A tecnologia que usamos para olhar para o espaço profundo está se tornando incrivelmente mais poderosa o tempo todo, o que significa que os cientistas estão conseguindo um fluxo constante de novas descobertas e informações do universo que nos rodeia. Mas alguns resultados são tão incomuns e intrigantes como este: gravações de áudio foram feitas pela primeira vez a partir de um grupo de estrelas de 13 bilhões de anos. Você poderá ouvi-los logo abaixo. Talvez isso possa ser uma experiência auditiva muito “viajada”, as novas faixas tambpem asseguram uma abundância de…

Leia mais...
Sappho e Alcaeus pelo. Sir Lawrence Alma-Tadema Ciência Curiosidades 

Cientistas usam as estrelas para datar um poema de 2500 anos

Cientistas da Universidade do Texas em Arlington, usaram detalhes de um poema antigo e um sofisticado software astronômico para apontar a data aproximada de quando o poema foi escrito. Em 570 aC, a legendária poetisa grega Safo fez um retrato do céu em uma ilha nativa de Lesbos, em seu “Poema da Meia Noite”. Traduzido no século XVIII por Henry Thornton Wharton, as palavras de Safo esboçaram um breve, queimado retrato da solidão fixada a corpos celestes em movimento: A lua se estabeleceu E as Plêiades; É meia-noite, O tempo está…

Leia mais...
%d blogueiros gostam disto: