Realidade Virtual 

O futuro Sombrio da realidade virtual

dark-science-fiction-immersive-virtual-reality-junkie-image-source-unknownQual a pior possibilidade que poderá acontecer quando a realidade virtual chegar ao publico em geral?

Uma geração de pessoas viciadas em RV perdendo contato com a realidade e sobrevivendo apenas para sustentar sua existência virtual.

Essa é a realidade onde o assombroso curta-metragem de ficção científica, Uncanny Valley, começa. Escrito e dirigido pelo cineasta argentino Federico Heller, o curta já está programado para ser desenvolvido em um longa-metragem.

Nele são apresentados vários homens que estão de cócoras em um edifício decadente. Em estilo de documentário, esses personagens nos contam sobre suas vidas e o vício em RV. Um diz que fica on-line durante 17 horas por dia, com média de 100 “mortes” em um dia no envolvente jogo de tiro em primeira pessoa que se tornou sua vida.

Outra admite, “Eu não saio dessa casa já fazem alguns anos.”

uncanny-valley

Estes viciados em RV dependem de impressoras de alimentos para seu sustento e nunca mais saem da sua habitação. Eles entram no mundo virtual através de um dispositivo do tamanho do polegar introduzido entre as narinas.

Eles são os excluídos da sociedade. Encontram grande consolo no mundo virtual onde, por sua própria admissão, podem se sentir livres para expressar sua raiva de uma maneira que não é perigosa. Na RV, eles são livres para fazer coisas que iriam levá-los a cadeia no mundo real.

Em um momento de prenúncio irônico, um nos diz: “Eu não me sinto confortável em torno de pessoas, eu realmente não sei o que eu deveria dizer ou fazer. O jogo é apenas mais simples. Não há pessoas. Apenas alvos.”

uncanny-valley_character_design_aliens

O filme aborda duas idéias assustadoras: as consequências da dependência de jogabilidade envolvente, bem como a noção ainda mais assustadora de que o jogo não é apenas um jogo.

É duvidoso que vamos acabar formando uma geração de viciados em RV, como retratado em Uncanny Valley. É mais provável que a RV irá desencadear uma maior oportunidade para a criatividade e a colaboração do que esta versão do filme do futuro. No entanto, sabemos que este tipo de vício é muito real, e ainda temos de entender como um tempo significativo gasto em ambientes virtuais imersivos poderia afetar tando crianças quanto adultos.

Ainda assim, de outra forma, é possível que já estamos vivendo em uma versão deste futuro assustador.

Não é nenhum segredo que a guerra está se tornando mais e mais automatizada. Drones são apenas um exemplo de tecnologia que pode ser controlado remotamente para examinar e matar. Alguns anos atrás, o Atlantic publicou “Jogando Guerra: Como os militares utilizam os vídeo Games“, uma peça que narra a história de ligação dos militares com a indústria de videogames.

Os militares têm usado os jogos de vídeo ‘em todos os níveis organizacionais para uma ampla variedade de fins” …. Ele teve três grandes objetivos com isso: recrutar soldados, treiná-los, e, mais recentemente, para tratar seus distúrbios psicológicos, tais como PTSD … Os militares oferecem financiamento e conhecimentos técnicos ao jogo e aos desenvolvedores de computador, e, em troca, eles dão a tecnologia proprietária e consultoria técnica. – Hamza Shaban, The Atlantic

Uncanny Valley, com a sua visão sobre o potencial lado escuro da VR, permanece com você por um bom tempos depois de vê-lo. Como todas as boas histórias de ficção científica, ele puxa a cortina sobre um potencial futuro e mostra-nos um lugar que devemos ser cautelosos. Confira o filme na íntegra abaixo, assista-o até o fim. Vale a pena.

Veja mais sobre realidade virtual Clique aqui.

Fonte: Singularity Hub

Publicações relacionadas

7 Thoughts to “O futuro Sombrio da realidade virtual”

  1. O banco Itaú lançou uma campanha publicitária no youtube essa semana abordando este tema de natal onde não devemos trocar os momentos que precisamos estar presentes em corpo e alma, por momentos virtuais. Bem legal.

    1. Dos futuros possíveis para a realidade virtual, prefiro acreditar que esse tal vício não venha degradar as pessoas comparado a um vício por drogas ilícitas. Espero que isso não aconteça. Gostei também da campanha Leandro.

  2. Hello, how are you?
    I indicated in a tag if you want to check: https://vivimetaliun.wordpress.com/2015/12/26/tag-bloggers-recognition-award/
    Feel free to answer or not.

    1. Obrigado pela indicação, vou responder sim!

  3. Nossa, ler isso dá até medo! 🙁

    1. É Thais, dá mesmo, mas acredito que essa comparação é um tanto exagerada, não dá pra comparar tão ao extremo assim, mas isso não deixa de ser uma possibilidade sombria mesmo

Obrigado por ler, deixe seus comentários e não esqueça de compartilhar

%d blogueiros gostam disto: