O futuro do crime: Rastreamento de smartphones, neurohacking, e assassinato com auxílio de Inteligência Artificial

Você pode gostar...

6 Resultados

  1. yuriborba2015 disse:

    Texto super interessante… O que você acha nobre amigo???

    Eu sou meio da “Velha Guarda” sou a favor da tecnologia, mas com algumas restrições… Acho que hoje a humanidade anda “presa” e dependente dos smartphones e outros aparelhos… Além de “apps” que fazem de tudo… Tenho visto que estamos deixando de viver o mundo “real” e estamos viciados no mundo virtual…. Enfim… Apenas minha opinião…. Abraços.

    • Eder Oelinton disse:

      Eu sou assim como você, amo tecnologia, mas não sou viciado nela, sou apenas um curioso que gosta de saber onde estou pisando, e essa é uma de minhas intenções aqui no blog, orientar e avisar sobre ela. Quem é viciado nela, já está preso na teia, e quanto mais no centro dessa teia mais perto da boca da aranha. Talvez esse futuro descrito na postagem venha acontecer mesmo, porque estamos caminhando para isso, pelo que pesquiso percebo que não há mais volta. É uma questão de tempo mesmo. Talvez não estejamos vivos para ver tudo isso, mas as pessoas não percebem que é o vício que alimenta a “aranha”. Muito obrigado por partilhar sua opinião meu amigo!

  2. mariel disse:

    Eu amo tecnologia e coisas que fazem bip bip. Mas que é assustador, é. Talvez compre um gol. Ninguém vai pisar no freio por mim.

    • Eder Oelinton disse:

      hahahaha, Mariel, acredito que não estaremos vivos para ver toda essa evolução, eu acho! Mas é de assustar sim, as vezes penso que todas essas teorias é de quem viaja demais em ficção científica, mas quando vejo um estudo sendo publicado daqueles que é tirado da ficção, ai sim me dá arrepios! Um grande abraço Mariel e feliz natal pra vc e sua família!

  1. 25 de dezembro de 2015

    […] última postagem, foi publicado a primeira parte de uma entrevista com Marc Goodman, autor do livro Crimes do Futuro. Naquele primeiro vislumbre do […]

  2. 30 de dezembro de 2015

    […] a chegada da Internet das Coisas, Inteligência Artificial, Dispositivos Vestíveis, crimes como um assassinato comandado por IA, ou um homem acusado por causa de sua mão biônica, podem se tornar comuns em um futuro não tão […]

Obrigado por ler, deixe seus comentários e não esqueça de compartilhar

%d blogueiros gostam disto: