congresso anual de hackersSegurança 

Hackers e a vigilância do governo estão fazendo as pessoas abandonarem a internet

congresso anual de hackers
Participantes no congresso anual de hackers Chaos Computer Club em 2012. Patrick Lux / Getty Images

Quase metade dos usuários da internet estão deliberadamente limitando suas atividades online devido a preocupações sobre a cibersegurança, de acordo com uma pesquisa feita nos Estados unidos.

41.000 domicílios em toda a América estiveram envolvidos na ampla pesquisa, que foi realizada em julho de 2015 pelo Departamento de Administração Nacional de Telecomunicações e Informação de Comércio (NTIA).

45 por cento dos entrevistados disseram que suas preocupações sobre privacidade e segurança on-line os levaram a abster-se de certas atividades on-line no ano anterior, tais como compras, postar em mídias sociais ou gestão das suas finanças.

A pesquisa revelou que esta falta de confiança nas medidas de segurança cibernética podem estar aplicando um pedágio na economia. 33 por cento das pessoas preocupadas com a fraude de cartão de crédito disseram ter evitado a compra de bens on-line no ano anterior, enquanto 35 por cento que citou o roubo de identidade como uma preocupação, tinha parado de usar serviços de internet banking, a pesquisa revelou.

Essa desconfiança tem efeitos sobre o lado social da web, também. 19 por cento dos entrevistasdos disseram ter evitado expressar opiniões controversas nas mídias sociais devido a preocupações com a privacidade, número que subiu para 26 por cento entre as pessoas que realmente tinham sofrido uma quebra de segurança.

No geral, o roubo de identidade foi o maior problema, com 63 por cento das pessoas listando como sua maior preocupação. 45 por cento estavam preocupadas a respeito de fraudes bancárias, enquanto os próximos três maiores problemas foram a acumulação de dados, ou informações, on-line, uma perda de controle sobre os dados pessoais, e a vigilância por parte do governo.

É surpreendente que os usuários de internet parecem ter perdido tanta fé na capacidade dos provedores de internet e empresas de segurança cibernética em mantê-los seguros. A pesquisa constatou que 19 por cento dos entrevistados(representando quase 19 milhões de famílias em todo os EUA), tinham sido afectados por uma falha de segurança on-line no ano anterior.

Em um postagem de blog, a analista da NTIA Rafi Goldberg disse que os legisladores precisam urgentemente entender a escala de desconfiança do público sobre a segurança da Internet.

“Além de ser um problema de grande preocupação para muitos americanos”, escreveu ela, “questões de privacidade e segurança podem reduzir a atividade econômica e dificultar a livre troca de idéias on-line.”

Este não é o primeiro estudo que observa um efeito de resfriamento que as preocupações de privacidade pode ter sobre a atividade na internet. Uma pesquisa da Universidade Estadual Wayne de Michigan revelou em março que o conhecimento sobre vigilância do governo leva as pessoas a uma auto-censura e elas evitam expressar opiniões controversas.

Fonte:The Independent Logo

Publicações relacionadas

Obrigado por ler, deixe seus comentários e não esqueça de compartilhar

%d blogueiros gostam disto: