Ciência Curiosidades Tecnologia 

Escala de Kardashev : Como será quando utilizarmos a energia de… tudo

A última cultura na escala de Kardashev é capaz de saltar entre multiversos que contêm variadas formas de física e espaço-tempo. Algum dia, poderemos atingir esse nível de avanço, mas provavelmente vai levar dezenas de milhares de anos (ou mais).

O fim da escala

Para medir o nível de avanço de uma civilização, a escala Kardashev incide sobre a quantidade de energia que uma civilização é capaz de aproveitar. Obviamente, a quantidade de energia disponível para uma civilização está ligada ao grau de disseminação da civilização (você não pode aproveitar o poder de uma estrela se você está confinada ao seu planeta natal, e você certamente não pode aproveitar o poder de uma galáxia se você não pode mesmo sair do seu sistema solar).

Em suma, de acordo com a escala de Kardashev, viajantes interstelares = sociedade avançada.

Em artigos anteriores, oferecemos uma visão geral dos vários tipos de civilização: Culturas Subglobais, Galaticas, Culturas Multiverso, etc. Nós já falamos sobre uma Cultura Subglobal, uma Cultura Planetária, uma Cultura Estelar, uma Cultura Galática, e uma Cultura Intergalática.

Hoje, chegamos ao extremo da escala. Queremos falar sobre como seria viver em uma civilização Tipo V, uma cultura que pode aproveitar os poderes de, bem … tudo.

Muito além da escala de Kardashev

Neste ponto, estamos muito além de qualquer coisa que Kardashev imaginou. Ele nem sequer adicionou uma civilização Tipo IV à sua escala, porque ele achava que era muito avançada e que nenhuma sociedade poderia ter a esperança de chegar a este nível de progresso. Portanto, ele obviamente não reconheceria uma civilização Tipo V. Kardashev pensou que, com certeza, uma civilização Tipo III seria a extensão da capacidade de qualquer espécie.

No entanto, alguns teóricos discordam. O engenheiro aeroespacial Robert Zubrin opinou sobre o que poderia existir além escala inicial de Kardashev. Zubrin propôs outras métricas do uso de energia pura que poderiam ajudar espécies evoluírem além do que uma civilização Tipo III seria capaz de chegar. Uma classificação que ele sugeriu seria o “domínio” de um planeta, sistema, galáxia, grupo galáctico, etc. Da mesma forma, Carl Sagan sugeriu a existência de uma outra dimensão, além do uso de energia pura: A informação disponível para a civilização. E em seu livro, Mundos Paralelos, Michio Kaku discutiu uma Civilização Tipo IV que poderia aproveitar fontes de energia “extragalácticas”, tais como a energia escura. Mas podemos ir além disso.

Então, vamos visitar o mais extremo da escala, devemos?

Seres como deuses

Imagine a civilização mais avançado de todas. Em seguida, vá ainda mais longe (tipo, muito longe). Isso é uma Civilização Tipo V: uma Cultura Multiverso.

multiversow

Tal sociedade teria uma compreensão avançada da física. Na verdade, seria tão avançada que iriam entender literalmente tudo sobre a física do universo. Com isso, eles poderiam manipular a matéria de maneiras inimagináveis, eles podem até ser capazes de criar matéria a partir do tecido do cosmos. Eles também poderiam ter um entendimento tão intrincado da genética que seriam capazes de criar vida a partir de matéria não-viva.

Se isso não for suficiente, de acordo com Kaku, essa cultura vai ter transcendido seu universo de origem. Sim, seu universo. Estes seres hipotéticos seria capazes de manipulação em escala universal (pulando entre multiversos que contêm variadas formas de matéria, física e espaço-tempo). Imagine ser capaz de entrar em um universo onde existem duas dimensões de tempo, ou nenhum tempo, onde o espaço tem 6 dimensões ou talvez apenas uma, onde a luz (ou talvez até mesmo o próprio espaço) não exista.

Isso seria possível para civilizações Tipo V. Em suma, eles seriam seres de poder e habilidades inimagináveis. Essencialmente, os seres seriam semelhante a deuses.

Um longo caminho para percorrer

Como dissemos no primeiro artigo, os seres humanos estão muito, muito, muito longe de atingir qualquer coisa parecida com isto. Sagan observou que não estávamos mesmo em uma Civilização Tipo I ainda. E Kaku ressalta que muitos especialistas afirmam que nos encontraremos algumas maneiras de chegar até isso: “O físico Freeman Dyson, do Instituto de Estudos Avançados estima que, dentro de 200 anos ou mais, devemos atingir o status de Tipo I. Na verdade, crescendo a uma taxa modesta de 1% ao ano, Kardashev estimou que seriam necessários apenas 3.200 anos para alcançarmos o status tipo II, e 5.800 anos para alcançar tipo III “.

Mas não é para dizer que tipo V não pode ser alcançado, desde que cuidemos da Terra e uns dos outros (guerra nuclear iria fazer nos voltarmos de alguma maneira). Para ir além de nosso status Tipo 0, o primeiro passo é preservar a nossa pequena casa e continuar a apoiar os avanços e descobertas científicas.

Talvez um dia, vamos estar saltando pelo multiverso.

Fonte: Futurism

Escala de Kardashev

Compartilhe!

Publicações relacionadas

Leave a Reply

One Thought to “Escala de Kardashev : Como será quando utilizarmos a energia de… tudo”

  1. […] Tipo V. Sim, tipo V poderia ser o próximo avanço possível de tal civilização. Aqui seres seria como deuses, teriam o conhecimento para manipular o universo como bem entenderem. Agora, como eu disse, os seres humanos estão muito, muito longe de atingir qualquer coisa relacionado a isto. Escala de Kardashev: Como será quando utilizarmos a energia de tudo […]

Obrigado por ler, deixe seus comentários e não esqueça de compartilhar

%d blogueiros gostam disto: