Ciência Tecnologia 

Escala de Kardashev: Como será quando aproveitarmos o poder de uma galáxia inteira?

De acordo com a escala de Kardashev, uma civilização Tipo III é uma sociedade que consegue aproveitar (e controlar) a produção de energia de uma galáxia. Veja o que isso significa.

Escala de Kardashev galaxia

Uma Cultura Galáctica

Para medir o nível de avanço de uma civilização, a escala Kardashev incide sobre a quantidade de energia que uma civilização é capaz de aproveitar. Obviamente, a quantidade de energia disponível para uma civilização está ligada ao grau de disseminação que a civilização está (você não pode aproveitar o poder de uma estrela se você está confinada ao seu planeta natal, e você certamente não pode aproveitar o poder de uma galáxia se você não pode mesmo sair do seu sistema solar).

Em suma, de acordo com a escala de Kardashev, viajantes interstelares = sociedade avançada.

Em um artigo anterior, oferecemos uma visão geral dos vários tipos de civilização: Culturas Subglobais, Culturas Galáticas, Culturas Multiverso etc.Nós já falamos sobre uma Cultura Subglobal, uma Cultura Planetária e uma Cultura Estelar. Hoje, queremos falar sobre como seria viver em um Tipo III de Civilização: A Cultura Galática.

Os inabitantes

A Cultura Galática seria capaz de aproveita a saída de energia de uma galáxia (cerca de 10 bilhões de vezes a produção de energia de uma civilização de Tipo II, e cerca de 100.000 a 1 milhão de anos, mais avançado do que estamos atualmente). Estes cruzadores galáticos já vão ter colonizado a própria galáxia, extrair energia a partir de centenas de bilhões de estrelas, viajar através do espaço interestelar, e preencher inúmeros mundos.

Em termos de seres humanos, centenas de milhares de anos de evolução, tanto biológicas quanto mecânicas, podem resultar nos habitantes deste tipo de civilização III serem incrivelmente diferentes da raça humana como a conhecemos atualmente. Já viu o Borg de Star Trek? E a respeito do Império de Star Wars? Esta civilização poderia assemelhar-se a qualquer um deles (mas esperançosamente, algo um pouco mais amigável).

Escala de Kardashev borg-star-trek

Estes podem ser ciborgues (ou organismo cibernéticos, seres tanto biológicos e robóticos), com os descendentes de seres humanos “regulares” de hoje sendo uma sub-espécies entre esses agora altamente avançados futuros seres humanos ciborgues. Estes seres humanos totalmente biológicos provavelmente seriam vistos como sendo “deficientes”, inferiores ou não desenvolvidos, pelos seus homólogos cibernéticos.

Os desafios são muitos

Nesta fase, os habitantes de uma civilização Tipo III provavelmente teriam desenvolvido colônias de robôs que são capazes de “auto-replicação;” sua população pode aumentar em bilhões (ou trilhões), conforme eles espalham-se por toda a galáxia, colonizando planeta após planeta. E esses seres pode construir a Esfera de Dyson para encapsular cada estrela, criando uma enorme rede que carrega energia de volta para o planeta natal.

E quanto a outras formas de reunir energia? Foi teorizado que os habitantes pudessem tocar em energia liberada a partir de buracos negros supermassivos, que se acredita existir no centro da maioria das galáxias. Buracos brancos, se é que existem, potencialmente poderiam fornecer uma tonelada de energia a partir do recolhimento e o propulsionando para fora. Outra teoria envolve a captura de energia das explosões de raios gama, ou as emissões de quasares.

Escala de Kardashev buraco-negro-supermassivo

Mas, fontes de energia à parte, se estender ao longo da galáxia de tal maneira vem com vários problemas; ou seja, as espécies seriam limitadas pelas leis da física. Particularmente, viajar à velocidade da luz. Isto é, a menos que eles desenvolvem uma velocidade de dobra que funcionasse, ou usar o cache de energia imaculada para dominar teletransporte pelo buraco de minhoca (duas coisas que permanecem teóricas até o momento), eles só podem chegar tão longe… e viajar pela galáxia ainda seria um processo surpreendente demorado. Levaria décadas, ou mesmo centenas de anos, para viajar entre as estrelas.

No entanto, a preservação criogênica poderia fazer tais feitos possíveis para os organismos biológicos, enquanto organismos biossintéticos provavelmente viverão muito, muito mais do que podemos imaginar, tais prazos podem muito bem ser um piscar de olhos e para eles.

Ou talvez nós vamos quebrar as leis da física 100.000 milhões de anos no futuro e inventar o motor de dobra. Quem sabe?

Fonte: Futurism

Escala de Kardashev

Publicações relacionadas

3 Thoughts to “Escala de Kardashev: Como será quando aproveitarmos o poder de uma galáxia inteira?”

  1. […] Tipo III – Uma civilização capaz de aproveitar toda a energia potencial de uma galáxia, aproximadamente 1036 W. Esta classificação é muito efêmera, já que as galáxias variam enormemente em tamanho, formato e calor emitido. A definição original de Kardashev era de 4×1037 W. […]

  2. […] “descartável”, essencialmente, tornando nossa civilização imune à extinção. Mas agora, no Tipo III, quando então, uma espécie se torna cruzadores galácticos com o conhecimento de tudo que tem a […]

  3. […] Nós já falamos sobre uma Cultura Subglobal, uma Cultura Planetária, uma Cultura Estelar, uma Cultura Galática, e uma Cultura […]

Obrigado por ler, deixe seus comentários e não esqueça de compartilhar

%d blogueiros gostam disto: