Ciência 

Cristais do tempo, uma nova fase da matéria

cristais de tempo
O cristal de tempo diamante. Georg Kucsko

Duas equipes de cientistas criaram com sucesso “cristais de tempo”, um estado de matéria proposto pela primeira vez em 2012. Uma equipe usou o elemento ytterbium para criar seus cristais; a outra usou diamantes embalado com impurezas de nitrogênio. As equipes foram capazes de mostrar como os átomos em seus cristais seguiram um padrão repetido no tempo, e não no espaço.

Pense nisso dessa maneira: nos estados da matéria com os quais estamos familiarizados, os átomos se alinham de certas maneiras previsíveis que se repetem uma e outra vez no espaço. Cristais de tempo fazem a mesma coisa, mas seus átomos se alinham de certas maneiras previsíveis que repetem uma e outra vez através do tempo.

As equipes criaram os cristais de tempo mudando seus elementos com energia (um campo elétrico em um caso, um campo de microondas no outro). Os íons nos cristais começaram a movimentar-se regularmente de um lado para o outro. Mas o ritmo do movimento não coincidiu com o ritmo da energia que está sendo adicionada ao sistema. Os cristais tinham um ritmo preferido no qual estavam presos.

Em um nível prático, os cristais de tempo poderiam contribuir para o avanço da computação quântica. Em um nível nunca imaginado antes, isto é, como dizem os físicos que fizeram a pesquisa, “uma nova fase da matéria”.

Fonte: Atlas Obscura

Publicações relacionadas

Obrigado por ler, deixe seus comentários e não esqueça de compartilhar

%d blogueiros gostam disto: