A saúde dos idosos na tela do celular

monitora a saúde dos idosos
A saúde dos idosos pode se tornar melhor com a ajuda de um iPad?

A IBM e a Apple anunciaram uma parceria com a Japan Post, uma empresa de seguro de vida e saúde no Japão, para iniciar um projeto que fornecerá iPads para milhões de cidadãos idosos com o objetivo de melhorar a saúde e a vida deles.

O projeto ajudará a Japan Post, que já tem uma enorme coleção de dados sobre informações de saúde, tanto para saber mais sobre os seus clientes quanto para melhorar a saúde e o bem-estar dos seus idosos, o que poderia, é lógico, também melhorar a saúde financeira de seus negócios de seguros, permitindo aos clientes  viverem uma vida mais longa, mais saudáveis ​​e mais independentes.

O chefe executivo da Japan Post Taizo Nishimuro disse que o esforço tem “o potencial de afetar toda uma geração de pessoas e trazer nossos cidadãos idosos ao mundo da conexão e conveniência que vem com o iPhone e o iPad. É a minha visão para enriquecer suas vidas.”

Como esse projeto irá funcionar exatamente?

Ainda não existe uma resposta clara para isso. A Japan Post já tem um serviço através do qual envia funcionários diretamente para as casas de seus clientes idosos para checá-los e ajudá-los a organizar as minúcias da vida, incluindo consultas médicas. Estes trabalhadores trarão aos idosos um iPad, e vão ensiná-los a usar um conjunto de aplicações desenvolvidas pela IBM centradas em torno das áreas de saúde, família e comunidade.

Comunicação com idosos
Melhorar a comunicação com os idosos deixa as pessoas mais tranquilas

 

O aplicativo irá lembrar os pacientes a tomarem os seus medicamentos, e também irá permitir-lhes conversar com a família através da câmera do celular (Face Time) e reservar um encanador, por exemplo. A ideia, disseram os executivos, é torná-lo mais fácil para os idosos mais esquecidos ou que tenham problemas com o equilíbrio de continuar a viver de forma independente.

Existem muitos programas pilotos que fazem essas tarefas, mas o esforço da Japan Post difere em sua escala – Nishimuro disse que o plano era lançar isso para milhões – e de sua dependência da tecnologia da Apple e IBM. Os executivos não mencionaram qualquer componente de telemedicina, onde os pacientes podem se conectar diretamente com os médicos ou enfermeiros, mas é fácil imaginar isso. Os clientes não vão pagar pelo o iPad, embora possa haver uma taxa nominal para o serviço, disse um porta-voz da IBM. Haverá um período de testes limitado, de funcionalidade, antes que o projeto seja lançado por completo.

Será possível proteger a privacidade das pessoas?

A Japan Post é uma das empresas mais confiáveis ​​no mundo, trabalhando em uma cultura que tem dramaticamente diferentes atitudes sobre a privacidade das pessoas e no cuidado dos idosos do que os EUA.

Mas imagine deixar uma companhia de seguros de saúde do seu país, conhecer cada pedaço de informação sua que estão sendo armazenadas. Qualquer empresa do mundo poderia implantar um programa similar? Isso dependerá se os pacientes podem realmente ter a certeza de que uma empresa que confiam (como a Apple) pode proteger os seus dados a partir de uma que eles provavelmente não confiam (qualquer empresa nos cuidados de saúde).

Os dados estarão seguros em uma nuvem. Ginni Rometty, CEO da IBM disse que os clientes irão optar ou não em deixar que seus dados pessoais sejam disponibilizados, ou se eles serão fornecidos de forma anónima.

É possível que iPads realmente possam ajudar as pessoas a se manterem saudáveis?

A ideia por trás deste projeto é que ele vai ajudar os idosos permanecerem independentes e saudáveis por mais tempo, ao dar paz de espírito aos parentes, que serão capazes de ficar em contato com eles mais de perto.

saúde idosos
Poder olhar para o rosto feliz de seu parente idoso te deixa mais feliz

A Japan Post estará coletando enormes quantidades de dados que, com a análise da IBM, irá usar as informações para tentar aprender sobre como manter as pessoas mais saudáveis. Mas será que essas empresas serão capazes de provar que ao dar um iPad ao avô poderá salvar sua vida?

Não está claro que tipo de coleta de dados a IBM, Apple e a Japan Post irão fazer para provar que isso funciona. Estudos retirados de bancos de dados seguros são geralmente considerados menos confiáveis ​​do que as experiências de campo. Esperemos que, a Japan Post seja capaz de comparar as pessoas que tem iPads em momentos diferentes para ver se esses aplicativos realmente ajudaram-nas a ficar mais saudáveis, em vez de apenas ficarem mais felizes por ter um novo brinquedo.

IBM e Apple merecem enormes parabéns pela forma como eles estão assumindo o problema da melhoria dos cuidados de saúde para os idosos – tendo em vista que é um problema de saúde que as seguradoras não estão conseguindo lidar.

É fato que os dispositivos e aplicativos não têm muito com o que trabalhar a quantidade de dados ainda é limitada relacionado à saúde.

É muito possível, talvez até provável, que um programa de doação de ipads, juntamente com os aplicativos certos, poderia fazer os idosos com problemas crônicos de saúde mais saudáveis ​​e mais independentes. Mas não é uma conclusão precipitada, e que merece uma abordagem mais fundamentada. Apple e IBM estão se movendo em território novo aqui, e eles vão ter que fazer algo que é sempre difícil para qualquer um, mas que ambas as empresas se destacaram no decorrer dos anos.

Eles vão ter que pensar diferente.

Facebook Comments
Compartilhe!

Publicações relacionadas

One Thought to “A saúde dos idosos na tela do celular”

Obrigado por ler, deixe seus comentários e não esqueça de compartilhar

%d blogueiros gostam disto: