O avanço da inteligência artificial pode levar a ataques cibernéticos utilizando inteligência artificial com os quais não estamos preparados para lidar.Inteligência Artificial Segurança Tecnologia 

Ataques cibernéticos utilizando inteligência artificial são uma ameaça iminente

Em resumo: O avanço da inteligência artificial pode levar a ataques cibernéticos utilizando inteligência artificial com os quais não estamos preparados para lidar. Embora tais ataques possam estar longe, muitos especialistas acreditam que eles começarão muito mais cedo.

O futuro dos hacks

Existem muitos benefícios que podem vir com a adoção e implementação de inteligência artificial (IA), mas os especialistas acreditam que uma aceitação generalizada levará a ataques cibernéticos mais efetivos e mais perigosos. E que eles vão acontecer em breve.

Na conferência de segurança cibernética Black Hat deste ano, 100 participantes foram consultados sobre vários aspectos da inteligência artificial e 62 por cento disseram acreditar firmemente que a IA será usada por hackers nos próximos doze meses. Apesar da ideia de que a inteligência artificial pode ser a melhor defesa contra tais ataques, sua disponibilidade crescente provavelmente levará a técnicas de hacking mais avançadas.

Os hackers já piratearam grandes instituições e perturbaram a vida de muitos. Foi apenas em novembro passado que os hospitais do Reino Unido foram alvo de um ataque cibernético que resultou no encerramento de três instalações, com cancelamento de centenas de cirurgias programadas. A rede elétrica da Ucrânia foi hackeada várias vezes, levando os EUA a examinar o sistema por trás de sua própria rede elétrica e eliminar possíveis fraquezas.

À medida que a Internet das Coisas adiciona novos dispositivos todos os dias, os pontos para potenciais hacks com IA também está crescendo de forma exponencial. O CEO da SpaceX e da Tesla, Elon Musk, falou sobre os perigos da IA em várias ocasiões, chamando-a de maior ameaça para a nossa sociedade, além de exortar os líderes mundiais a imporem regulamentos antes que seja tarde demais.

Inteligência Artificial avançada

Jeremy Straub, Diretor Associado do NDSU Institute for Cyber Security Education and Research (Instituto Para Educação em Segurança Cibernética e Pesquisa), explicou como o uso da IA poderia melhorar ataques cibernéticos no The Conversation. Comparado com os seres humanos, que precisam de comida, sono e outras coisas que impõem limitações, a IA pode atuar a qualquer momento e não precisa fazer pausas. Ela também é capaz de processar grandes quantidades de dados rapidamente, tornando os ataques em bancos de dados mais rápidos e fáceis de realizar.

Mesmo se encontrar oposição, ou programação específica para vulnerabilidades que tenham sido alteradas, a IA pode se adaptar de forma mais rápida e eficaz do que qualquer humano, e fazê-lo sem a entrada humana. Os seres humanos que defendem ataques cibernéticos serão ultrapassados ​​pela inteligência artificial e serão incapazes de acompanhar a velocidade em que ela opera.

Straub postula o início de uma corrida de armamentos com IA envolvendo hackers e especialistas em segurança cibernética, com todos tentando fazer a melhor, capaz de superar a concorrência. Isso, é claro, pode levar a ataques maiores e a possibilidade de ataques que se espalham fora de controle.

Defesas mais fortes

Apesar dos potenciais perigos que a IA possui, é de notar que nem todos estão parados e esperando que o pior aconteça. Algumas pessoas também falaram contra as advertências de Elon Musk, dizendo que as declarações do CEO estão focando em cenários errados e dificultando a conversa aberta e o debate sobre o futuro com a AI.

Além dessas discussões, também está sendo desenvolvida tecnologia que pode ajudar contra potenciais ameaças. Os computadores quânticos são uma das ferramentas que podemos usar contra ataques cibernéticos, e pesquisadores de todo o mundo estão trabalhando para nos aproximar de uma realidade na qual os computadores quânticos são amplamente utilizados.

Internet quântica: Tudo o que você precisa saber

Empresas como o Google e a IBM também tomaram medidas para fortalecer nossa segurança cibernética. O Google criou um “AI Fight Club” que treinará sistemas para combater de forma mais eficaz a AI prejudicial, enquanto o novo sistema mainframe IBM Z da IBM pode executar mais de 12 bilhões de transações criptografadas por dia para evitar o roubo de dados financeiros.

É inevitável que a inteligência artificial em breve se torne uma grande influência em nossas vidas. Embora seja fácil se concentrar nos aspectos negativos de seu avanço, também precisamos dedicar uma quantidade e tempo igual a seus benefícios, para que também não nos encontremos incapazes de lidar.

Fonte: Futurism

Compartilhe!

Publicações relacionadas

Leave a Reply

Obrigado por ler, deixe seus comentários e não esqueça de compartilhar

%d blogueiros gostam disto: